Alerta à navegação: B.N.P. faz aviso sério!

Alerta à navegação: B.N.P. faz aviso sério!

CARPA E ACHIGÃ EM RISCO

O presidente da B.N.P., Ramon Menezes, enviou uma carta dirigida a todas as empresas ligadas à pesca desportiva com o intuito de prevenir cada uma delas das consequências que podem advir da revisão do Decreto-Lei Nº 565/99. Esta revisão para a qual foi pedido um parecer à B.N.P. coloca o achigã e a carpa numa espécie de “Lista Negra”, uma nova lista de espécies invasoras.

Assim, com base nesta classificação, controversa e não consensual até no interior do ICNF, elaborou-se um projeto de Decreto-Lei sobre as Exóticas (previsto para sair ainda em 2016) e, caso esse Decreto-Lei e a respetiva Lista Negra sejam aprovados na presente versão e postas em prática as medidas ali preconizadas, as consequências serão catastróficas para a pesca lúdica e desportiva em águas interiores.

Além de ser proibida a pesca sem morte (a captura e solta) para espécies consideradas exóticas e invasoras, sob pena de se incorrer em pesadas e desproporcionadas coimas (equiparáveis a um crime ambiental grave ou muito grave: por exemplo, uma pessoa singular incorrerá numa coima entre 4000€ a 40.000€); será, pela mesma razão, impossível, na prática, de desenvolver qualquer projeto de turismo ligado à pesca ao achigã ou ao carpfishing, quer seja em águas particulares, quer seja em águas livres ou concessionadas. A competição (concursos de pesca), nas suas várias modalidades, termina com a entrada em vigor do dito diploma.

Considerando este quadro preocupante para todos e tendo em conta que a aprovação final da lei deverá ocorrer até ao final deste ano, esta carta pretende estender-se a todos os agentes económicos e desportivos para que dentro das possibilidades do seu campo de atuação e dos seus contactos, se sensibilize o I.C.N.F. e o Governo, para que se evite este erro gigantesco, injustificável em todos os sentidos. A contraproposta é muito simples e clara: Retirar o Achigã e a Carpa da Lista Nacional de Espécies Exóticas e Invasoras e abrir uma exceção no Decreto-Lei (que é extremamente rígido e prevê medidas muito drásticas) quanto ao seu âmbito de aplicação (tal como se faz, por exemplo, para o eucalipto).

Artigos relacionados

Barco Fundeado – Campeonato Nacional da 1ª Divisão

Já é conhecido o novo campeão nacional de pesca em Barco Fundeado 2017.

Captura de peixe decresce 5,9% em 2017

Em 2017, houve um decréscimo de 5,9% na produção da pesca nacional, de acordo com as estatísticas da pesca, reveladas pelo Instituto Nacional de Estatística.

XIV Torneio Internacional de Pesca Grossa de Lagos com data marcada

Este ano, além de apurar o campeão nacional, seleciona a equipa para os três principais torneios mundiais de Big Game.

0 Comentários

Ainda sem comentários!

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Deixe um comentário