Dragagem do Porto da Ericeira decorre a bom ritmo

As obras começaram há pouco tempo mas, segundo a DGRM, devem estar concluídas no fim deste mês.

Há cerca de 1 semana, noticiamos o início da dragagem do porto da Ericeira, sob responsabilidade da DGRM, adjudicada à empresa Manuel Maria de Almeida e Silva& CA, S.A., pelo valor de 532.098 euros.

A bacia do porto da Ericeira tinha vindo a ser alvo de um franco assoreamento desde 2010, pelo que o projeto de intervenção neste porto contempla a dragagem da bacia portuária no sentido da restituição das cotas de fundo necessárias à normal operacionalidade portuária e de modo a garantir as condições de segurança de pessoas e embarcações que demandam a este porto. Será dragado um volume total de 60.000 m3 de sedimentos da bacia portuária.

Recorde-se que o projeto de intervenção neste porto contempla também a execução de trabalhos de reparação do quebra-mar de proteção, que contempla a reparação e reforço da cabeça da estrutura, através da colocação blocos Antifer de 550 kN, em substituição dos atuais blocos, e na materialização de uma banqueta no pé de talude do manto resistente. Estes trabalhos no quebra-mar terão início a curto prazo e representarão um investimento de 2.763.810 euros, contando com cofinanciamento do MAR2020.

No final deste mês de julho, a dragagem do Porto da Ericeira deve estar concluída!

Fonte: DGRM

Artigos relacionados

Edição de abril da revista ‘Mundo da Pesca’ já chegou às bancas

Na edição N.º 194, explicamos como deve escolher corretamente a cana de spinning adequada às suas necessidades. Mas há mais…

Austrália | Biólogos descobrem uma cidade de polvos

Num estudo internacional publicado na revista Marine and Freshwater Behaviour and Physiology, um grupo de cientistas percebeu que os polvos não são criaturas tão isoladas e solitárias, como se pensava.

Recorde | Espadarte com 366 kgs

Há um novo recorde mundial de um espadarte pescado na Madeira, com 366 kgs.

0 Comentários

Ainda sem comentários!

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Deixe um comentário