Dragagem do Porto da Ericeira decorre a bom ritmo

As obras começaram há pouco tempo mas, segundo a DGRM, devem estar concluídas no fim deste mês.

Há cerca de 1 semana, noticiamos o início da dragagem do porto da Ericeira, sob responsabilidade da DGRM, adjudicada à empresa Manuel Maria de Almeida e Silva& CA, S.A., pelo valor de 532.098 euros.

A bacia do porto da Ericeira tinha vindo a ser alvo de um franco assoreamento desde 2010, pelo que o projeto de intervenção neste porto contempla a dragagem da bacia portuária no sentido da restituição das cotas de fundo necessárias à normal operacionalidade portuária e de modo a garantir as condições de segurança de pessoas e embarcações que demandam a este porto. Será dragado um volume total de 60.000 m3 de sedimentos da bacia portuária.

Recorde-se que o projeto de intervenção neste porto contempla também a execução de trabalhos de reparação do quebra-mar de proteção, que contempla a reparação e reforço da cabeça da estrutura, através da colocação blocos Antifer de 550 kN, em substituição dos atuais blocos, e na materialização de uma banqueta no pé de talude do manto resistente. Estes trabalhos no quebra-mar terão início a curto prazo e representarão um investimento de 2.763.810 euros, contando com cofinanciamento do MAR2020.

No final deste mês de julho, a dragagem do Porto da Ericeira deve estar concluída!

Fonte: DGRM

Artigos relacionados

Portugal e Espanha assinam acordo de pescas

Na passada semana, foi assinado um novo Acordo Bilateral de Pescas, para o período de 2018-2022, entre Portugal e Espanha.

FISHTRAIL – 1.º Festival Internacional de Pesca Lúdica

O Município de Figueiró dos Vinhos, membro do Consórcio Internacional que envolve regiões do Reino Unido, Irlanda, Dinamarca e Eslovénia, faz parte do Projeto FISHTRAIL.

Nauticampo: Lançamento da Série Axiom da Raymarine no mercado português

A Série Axiom da Raymarine vai ser lançada no mercado português, uma nova gama de displays Multifunções com sonda Realvision 3D da Raymarine.

0 Comentários

Ainda sem comentários!

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Deixe um comentário