Luta conjunta dos pescadores espanhóis e portugueses

A Associação Espanhola da Carpa (AEC) e a Associação Portuguesa de Carp Fishing (APCF) estão num aproximar de posições e, em breve, realizarão reuniões em busca de uma defesa mais efetiva das massas de água que formam a espinha dorsal dos dois países, bem como das espécies que habitam as nossas águas interiores.

Enquanto pescadores desportivos, são defensores firmes do meio ambiente e das espécies que vivem nesse ambiente e é por isso que insistem que as autoridades devem legislar tendo em consideração a estreita colaboração com os pescadores para legislarem corretamente.

Os nossos irmãos espanhóis têm os mesmos problemas, isto é, que as autoridades só tiveram como referência os ecologistas quando debatem sobre os meios fluviais. Esta situação, bem como a Lei de Espécies Exóticas Invasoras, afetam todos os pescadores da Península Ibérica, devendo ser objetivo prioritário que as diferentes entidades considerem a APCF uma entidade de referência no momento de tomar decisões que afetam as nossas águas.

Artigos relacionados

Seleção A de Angola sagra-se campeã do mundo em ‘Big Game Fishing’

Os pescadores angolanos somaram 195 pontos, mais 45 do que os anfitriões (Portugal B) .

Distribuição de chumbos na pesca com boia de “palito”

A distribuição dos chumbos na pesca com boia clássica em mar é ainda uma dor de cabeça para alguns pescadores.

Errata Mundo da Pesca de abril (n.º 194)

Na edição do mês de abril, mais concretamente na notícia sobre o arranque do Circuito de Margem da Bass Nation Portugal, cometemos um erro informando que a prova decorreu nos dias 25 e 26 de março.

0 Comentários

Ainda sem comentários!

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Deixe um comentário