Luta conjunta dos pescadores espanhóis e portugueses

A Associação Espanhola da Carpa (AEC) e a Associação Portuguesa de Carp Fishing (APCF) estão num aproximar de posições e, em breve, realizarão reuniões em busca de uma defesa mais efetiva das massas de água que formam a espinha dorsal dos dois países, bem como das espécies que habitam as nossas águas interiores.

Enquanto pescadores desportivos, são defensores firmes do meio ambiente e das espécies que vivem nesse ambiente e é por isso que insistem que as autoridades devem legislar tendo em consideração a estreita colaboração com os pescadores para legislarem corretamente.

Os nossos irmãos espanhóis têm os mesmos problemas, isto é, que as autoridades só tiveram como referência os ecologistas quando debatem sobre os meios fluviais. Esta situação, bem como a Lei de Espécies Exóticas Invasoras, afetam todos os pescadores da Península Ibérica, devendo ser objetivo prioritário que as diferentes entidades considerem a APCF uma entidade de referência no momento de tomar decisões que afetam as nossas águas.

Artigos relacionados

IPMA mantém aviso laranja em sete ilhas dos Açores devido a depressão Gisele

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) manteve o aviso laranja em sete das nove ilhas dos Açores devido à chamada depressão Gisele.

Barco Fundeado – Campeão Nacional Sub-16

Terminado o Nacional de Barco fundeado de sub-16 da época 2017 ficou determinado o novo campeão nacional.

DGRM desenvolve novo Diário de Pesca Eletrónico

A DGRM – Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos tem em fase final de desenvolvimento uma nova plataforma do DPE – Diário de Pesca Eletrónico, designada por DPE+.

0 Comentários

Ainda sem comentários!

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Deixe um comentário