Pescadores querem aumentar o número de capturas de sardinha

Pescadores querem aumentar o número de capturas de sardinha

A Associação de pescadores portugueses quer aumentar a captura de sardinhas, a dividir entre Portugal e Espanha, passando das atuais 14,6 toneladas para entre 20 e 25 mil toneladas.

Segundo o Observador, “os pescadores portugueses estão firmemente convictos de que as possibilidades de pesca de sardinha no corrente ano de 2018 podem ser aumentadas para entre as 20 e as 25.000 toneladas, para Portugal e Espanha, havendo um respeito pelos dados científicos disponíveis, pela garantia da continuação da sustentabilidade do recurso e pela precaução que essa alteração continua a garantir”.

A Comissão Europeia fixou para 2018 o limite de capturas em 14.600 toneladas, em Portugal 9.709 toneladas (66,7%) e em Espanha 4.891 toneladas (33,5%), definindo que 50% do total de capturas sejam concretizadas até ao final de julho, deixando as restantes 7.300 toneladas para os meses seguintes.

Em dezembro de 2017, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) apontou um acréscimo de 110%  face à biomassa que tinha sido avaliada no ano anterior (57 mil toneladas), na quantidade de sardinhas entre Caminha e o Cabo Espichel. Com base nestas conclusões, o Conselho Internacional para a Exploração do Mar (ICES) deverá publicar, a 13 de julho, o seu parecer para a pesca da sardinha.

Fonte: Observador

Artigos relacionados

XIV Torneio Internacional de Pesca Grossa de Lagos com data marcada

Este ano, além de apurar o campeão nacional, seleciona a equipa para os três principais torneios mundiais de Big Game.

Distribuição de chumbos na pesca com boia de “palito”

A distribuição dos chumbos na pesca com boia clássica em mar é ainda uma dor de cabeça para alguns pescadores.

Associação Desportiva de Pesca de Alcácer do Sal promove III Grande Prémio da Primavera

A Associação Desportiva de Pesca de Alcácer do Sal promoveu este domingo, 8 de abril, o III Grande Prémio da Primavera de pesca desportiva, prova que decorreu na margem sul de Alcácer.

0 Comentários

Ainda sem comentários!

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Deixe um comentário