Pescadores querem aumentar o número de capturas de sardinha

Pescadores querem aumentar o número de capturas de sardinha

A Associação de pescadores portugueses quer aumentar a captura de sardinhas, a dividir entre Portugal e Espanha, passando das atuais 14,6 toneladas para entre 20 e 25 mil toneladas.

Segundo o Observador, “os pescadores portugueses estão firmemente convictos de que as possibilidades de pesca de sardinha no corrente ano de 2018 podem ser aumentadas para entre as 20 e as 25.000 toneladas, para Portugal e Espanha, havendo um respeito pelos dados científicos disponíveis, pela garantia da continuação da sustentabilidade do recurso e pela precaução que essa alteração continua a garantir”.

A Comissão Europeia fixou para 2018 o limite de capturas em 14.600 toneladas, em Portugal 9.709 toneladas (66,7%) e em Espanha 4.891 toneladas (33,5%), definindo que 50% do total de capturas sejam concretizadas até ao final de julho, deixando as restantes 7.300 toneladas para os meses seguintes.

Em dezembro de 2017, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) apontou um acréscimo de 110%  face à biomassa que tinha sido avaliada no ano anterior (57 mil toneladas), na quantidade de sardinhas entre Caminha e o Cabo Espichel. Com base nestas conclusões, o Conselho Internacional para a Exploração do Mar (ICES) deverá publicar, a 13 de julho, o seu parecer para a pesca da sardinha.

Fonte: Observador

Artigos relacionados

1º Torneio Federado de Pesca em Kayak realizou-se a 8 de abril

Realizou-se no dia 8 de abril o 1º Torneio FPPDAM 2018, em conjunto com o CPK – Clube Pesca de Kayak, em que dos 56 atletas inscritos se conseguiram reunir 48 kayaks no Clube Naval Barreirense.

Primeira prova de pesca ao achigã faz 30 anos

Fez ontem, no dia 7 de maio, 30 anos que se realizou a primeira prova de pesca ao achigã em Portugal.

Já há vencedores da FLW

A primeira prova da FLW organizada em Portugal realizou-se no passado fim de semana, na barragem do Cabril.

0 Comentários

Ainda sem comentários!

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Deixe um comentário