Se não houver um controlo de corvos-marinhos, as trutas poderão desaparecer

A presença cada vez mais acentuada dos corvos-marinhos nos rios, leva a que a truta comece a ser uma espécie em risco. 

Os pescadores queixam-se de toda esta situação, principalmente os pescadores de águas interiores e a situação é idêntica no país vizinho. A Federação das Pescas de Espanha pede à Junta que os corvos-marinhos passem a ser considerados espécies de caça,com o intuito de haver um controlo populacional.

Este pedido deve-se à crescente presença de corvos-marinhos nos rios de Castilla e León e às consequências que daí advêm, nomeadamente, o possível desaparecimento da truta, como se pode ler aqui.
Estes animais alimentam-se das trutas no rio, onde a presa é mais fácil de capturar. Esta situação agravou-se com a seca extrema que existiu, o que fez com que as águas dos rios baixem e, consequentemente, as trutas fiquem mais expostas. O problema estende-se de norte a sul de Espanha (e em Portugal), sendo avistadas nalgumas zonas colónias enormes de corvos-marinhos.

Espanha já tomou medidas, esperam agora um parecer por parte de quem de direito. E em Portugal?

Fonte: Radio Palencia

1526666156_918933_1526667024_noticia_normal

Artigos relacionados

Shimano revela avanços no Stella FJ

A tecnologia mais recente usada no novo Stella FJ será revelada na Bassmaster Classic Expo, feira que acontece paralelamente ao Bassmaster Classic.

Feira do Mar 2018 em Sines

Apesar de não serem precisos pretextos para passar um dia à beira-mar, a organização de um evento com várias valências, capaz de agradar a diversos tipos de público, é sempre um bom motivo para voltar a Sines. A proposta chama-se Feira do Mar 2018, feira que já vai na sua terceira edição.

Estado do Maine | Pesca do bacalhau com recorde histórico negativo em 2017

O Estado do Maine, nos Estados Unidos da América (EUA) é uma zona muito boa para a pesca, no entanto, no ano passado atingiu um recorde histórico negativo.

0 Comentários

Ainda sem comentários!

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Deixe um comentário